30/04
Carrancas: arte e cultura em Juazeiro

 

Os primeiros registro das carrancas são do século 19 e eram criadas para proteger as embarcações da época. Diz a lenda que, da proa dos navios, as carrancas gemiam para avisar sobre perigos do rio e assustavam os maus espíritos. Essa é uma das muitas histórias que cercam essas peças tão antigas e misteriosas. 

 

Os carranqueiros – fazedores das peças – esmeravam-se na figura com bocas abertas enormes, mostrando grandes dentes, justamente para ressaltar a função protetora das carrancas. Já a cabeleira, demonstra a força vital e guerreira da carranca, como se fosse uma juba caindo pelos lados. 

Até hoje essa sensação de medo é transmitida pelos escultores, ainda que as peças tenham se transformado em item artesanal decorativo com o passar do tempo. Em Juazeiro, conheça um pouco desta arte na Casa do Artesão, que tem na frente a maior carranca do mundo, feita pelo artista juazeirense José Flávio Mota. 

 

A Casa do Artesão

Num único espaço, vários artistas expõem para venda peças artesanais que representam a cultura sertaneja. É possível encontrar objetos em couro, tecido, cerâmica, madeira, barro, crochê, papel machê e outros. Vale a visita para voltar para casa com lembranças da cidade!

São duas lojas funcionando diariamente das 9 às 19h e, por conta da pandemia, além do atendimento presencial, a Casa implantou venda online com entrega para todo o Brasil! Basta fazer o pedido pelo Whatsapp (74)988045602. Confere peças no instagram deles @acajjuazeiro

 

Casa do Artesão Tel: (74) 3611-6561

Loja 1 : Av. Raul Alves, Bairro Santo Antônio, 46-134. 

Loja 2: Shopping Juá Garden